Projeto executado com apoio da Sedam vence Prêmio Juízo Verde do Conselho Nacional de Justiça - Impacto Rondônia

Projeto executado com apoio da Sedam vence Prêmio Juízo Verde do Conselho Nacional de Justiça


Ao todo, 35 municípios participam do projeto, com capacidade de produção em média de 100 a 150 mil mudas, cada unidade

Porto Velho, RO - Um projeto realizado pelo Tribunal de Justiça de Rondônia – TJ/RO, coordenado pelo juiz Maximiliano Deitos, em parceria com o Governo de Rondônia, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam, foi vencedor do Prêmio Juízo Verde, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ e que premia iniciativas de proteção ao meio ambiente; contribuindo com a área ambiental do Poder Judiciário.

O prêmio será entregue durante cerimônia a ser realizada em Brasília (DF), no dia 23 de junho. Os Escritórios Regionais de Gestão Ambiental de Ji-Paraná e Rolim de Moura apoiaram a iniciativa.

O projeto Colhendo sementes, construindo viveiros, plantando florestas, vencedor do prêmio, tem como base um Termo de Parceria pelo qual o TJ/RO direciona aos municípios participantes, madeiras oriundas de apreensão, para construção e revitalização de viveiros à produção de mudas que são usadas na restauração de áreas degradadas, lixões desativados, recuperação de matas ciliares, nascentes e uso na urbanização.

Ao todo, 35 municípios participam do projeto, com capacidade de produção em média de 100 a 150 mil mudas cada unidade, atendendo à Política Nacional do Poder Judiciário para o Meio Ambiente, Política Nacional de Mudanças Climáticas e Política Estadual de Governança Climática e Serviços Ambientais – PGSA.

Para o governador Marcos Rocha, a conquista premia uma iniciativa que valoriza as boas práticas de preservação ambiental. “Esta é uma premiação que incentiva ações voltadas à proteção do meio ambiente, em conformidade com os acordos voltados à recuperação das áreas degradadas. Iniciativas como essa, incentivam o reflorestamento, impactando positivamente na crise climática”, declarou.

O gerente Regional de Gestão Ambiental de Ji-Paraná, Hermerson Alvarenga destacou que, a Sedam ofereceu orientação técnica desde o processo de construção dos viveiros, até o acompanhamento da produção de mudas.

“É satisfatório poder cooperar com um projeto tão relevante quanto ao projeto dos viveiros. Existem muitas áreas degradadas que precisam ser recuperadas, e as mudas produzidas com esse projeto chegaram em momento oportuno para auxiliar na resolução do problema”, ressaltou.

SOBRE O PRÊMIO JUÍZO VERDE

O Prêmio Juízo Verde, criado em 2021, é promovido pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ. A premiação é realizada sempre no mês de junho para propagar as práticas de sucesso realizadas pelos tribunais do país.

O regulamento do evento prevê a premiação em duas modalidades, sendo, Boas Práticas e Produtividade; modalidade que, em 2022, o Tribunal de Justiça de Rondônia ganhou na primeira categoria, com o projeto Visão Plena, idealizado pela juíza auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça, Inês Moreira da Costa. A estratégia utilizada visa o uso de ferramenta do Google Maps, disponível gratuitamente na internet, como suporte para a criação de uma base de dados e controle de processos criminais.
Projeto executado com apoio da Sedam vence Prêmio Juízo Verde do Conselho Nacional de Justiça Projeto executado com apoio da Sedam vence Prêmio Juízo Verde do Conselho Nacional de Justiça Reviewed by Da Redação on junho 20, 2023 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.