Sobe para 311 o número de mortos em inundações no Afeganistão - Impacto Rondônia

Sobe para 311 o número de mortos em inundações no Afeganistão


Primavera anomalamente chuvosa após inverno seco castiga um dos países mais pobres e mais vulneráveis às mudanças climáticas – mas também um dos menos preparados para suas consequências

Porto Velho, RO - Cheias súbitas na província de Baglan, no nordeste do Afeganistão, deixaram 311 mortos, segundo um balanço provisório comunicado à AFP pelo Programa Mundial de Alimentos (PMA) neste sábado (11).

Pouco antes, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) havia contabilizado mais de 200 mortes nestas inundações catastróficas ocorridas na sexta-feira.

Foi declarado estado de emergência nas regiões onde rios de lama subitamente engoliram milhares de casas e hectares de culturas, informou o Ministério da Defesa afegão. Segundo um funcionário da Organização Internacional para Migração (OIM), mais de 2 mil casas teriam sido destruídas em Baghlan.

O Afeganistão atravessou um inverno muito seco, dificultando a absorção da chuva pelo solo. As inundações desta primavera anormalmente chuvosa afetaram também outras províncias de um dos países mais pobres do mundo e mais vulneráveis às mudanças climáticas – mas também um dos menos preparados para suas consequências, segundo cientistas.

O Ministério da Defesa anunciou que “foram iniciadas operações de distribuição de alimentos, medicamentos e kits de primeiros socorros às vítimas. A Força Aérea começou a retirar os residentes à medida que o tempo melhora”, transferindo mais de uma centena de feridos para hospitais.

Inundações não pouparam nenhuma região do Afeganistão

As mortes se estendem também a outras áreas do Afeganistão. As autoridades de defesa civil da província de Takhar, vizinha de Baghlan, registraram 20 mortos e 14 feridos na sexta-feira. “Além das perdas humanas, estas inundações causaram perdas financeiras gigantescas”, comentou um funcionário daquele departamento.

A enviada dos Estados Unidos para o Afeganistão, Rina Amiri, escreveu nas redes sociais: “Meu coração está com as vítimas das inundações no Afeganistão, que ceifaram muitas vidas humanas e causaram danos significativos”. Ela pediu ao governo talibã “que enfrente a devastação causada pelas mudanças climáticas” no país já depauperado por quatro décadas de guerra.

Praticamente nenhuma região foi poupada: desde meados de abril, as cheias e inundações já causaram numerosas mortes em dez províncias, além de destruir milhares de casas e submergir muitas terras agrícolas. Dos mais de 40 milhões de afegãos, 80% dependem da agricultura para sua sobrevivência.

Fonte: Carta Capital
Sobe para 311 o número de mortos em inundações no Afeganistão Sobe para 311 o número de mortos em inundações no Afeganistão Reviewed by ... on maio 11, 2024 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.