Recorde de calor afeta 2,7 mil cidades; e Porto Velho está entre as 10 capitais que podem sofrer mais - Impacto Rondônia

Recorde de calor afeta 2,7 mil cidades; e Porto Velho está entre as 10 capitais que podem sofrer mais


Maioria das capitais afetadas pelo calor ao ponto de chegar a quase 40ºC nesta terça-feira é das regiões Sudeste e Centro-Oeste

Porto Velho, RO - A terça-feira (14/11) será marcada por mais calor. Novos recordes de temperatura podem atingir grande parte das regiões Sudeste e Centro-Oeste, que se encontram em meio à zona de alerta vermelho do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), e mais de 2,7 mil cidades podem ser afetadas. Além disso, 10 capitais federativas devem sofrer mais com o tempo.

A expectativa é que a temperatura máxima nas capitais varie de 32 ºC a 41 ºC. O aviso da onda de calor se prolonga até sexta-feira (17/11).

Das 10 capitais que beiram os 40 ºC, nesta terça-feira (14/11), três estão na Região Norte e uma na Região Nordeste. O restante se concentra no Sudeste e Centro-Oeste, com destaque para o Rio de Janeiro.

A capital do estado tem temperatura máxima prevista de 42 ºC e pode quebrar novamente seu próprio recorde histórico.



Vinícius Schmidt/Metrópoles

Veja quais capitais beiram os 40 ºC:

Belo Horizonte (MG): mínima de 21 ºC, máxima de 37 ºC;
Rio de Janeiro (RJ): mínima de 25 ºC, máxima de 42 ºC;
São Paulo (SP): mínima de 22 ºC, máxima de 37 ºC;
Vitória (ES): mínima de 24 ºC, máxima de 37 ºC;
Campo Grande (MS): mínima de 27 ºC, máxima de 36 ºC;
Cuiabá (MT): mínima de 26 ºC, máxima de 39 ºC;
Teresina (PI): mínima de 24 ºC, máxima de 39 ºC;
Manaus (AM): mínima de 28 ºC, máxima de 38 ºC;
Palmas (TO): mínima de 26 ºC, máxima de 38 ºC;
Porto Velho (RO): mínima de 24 ºC, máxima de 37 ºC.

Com relação a recordes, o Rio pode ter também a maior variação de temperatura quanto à média prevista para novembro. Ou seja, se registrar os 42 ºC previstos como temperatura máxima nesta terça-feira (14/11), a cidade pode ter variação de 14 graus. Outro destaque é Belo Horizonte, que pode ter 11 graus de variação em relação à média mensal.

Brasília tem previsão de temperatura mínima de 18 ºC e máxima de 34 ºC, um pouco mais ameno que a segunda-feira (13/11).

No domingo (12/11), o Metrópoles adiantou que a perspectiva era de que essa situação se estendesse ao longo da semana, e que recordes históricos de temperatura poderiam ser alcançados até esta quarta-feira (15/11).

“A onda de calor permanece até quarta. Mas não significa que de quinta pra sexta não persista”, afirmou Andreia Ramos, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Contudo, ela destacou que isso não significa necessariamente que os próximos dias trarão alívio. “Apesar da onda de calor até quarta-feira, não significa que vai amenizar. Vai persistir ao longo da semana, e até quarta-feira podem se bater alguns recordes históricos”, ressaltou Andreia.

Recomendações e cuidados com o calor

As autoridades recomendam à população ingerir bastante líquido, evitar atividades físicas e exposição ao Sol nas horas mais quentes do dia, usar hidratante e umidificador, e se proteger contra o Sol e o calor.

Em caso de mal-estar durante o período, procurar ajuda de pessoas próximas ou centros de saúde e até mesmo buscar auxílio da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros.

Fonte: Metropoles
Recorde de calor afeta 2,7 mil cidades; e Porto Velho está entre as 10 capitais que podem sofrer mais Recorde de calor afeta 2,7 mil cidades; e Porto Velho está entre as 10 capitais que podem sofrer mais Reviewed by Da Redação on novembro 14, 2023 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.