Guajará-Mirim ganha novo porto fluvial e o anúncio da licitação da Ponte Binacional - Impacto Rondônia

Guajará-Mirim ganha novo porto fluvial e o anúncio da licitação da Ponte Binacional


Autoridades federais, estaduais, municipais e bolivianas estiveram reunidas durante solenidade

Porto Velho, RO - Com o objetivo de proporcionar estrutura adequada para a realização de atividades de embarque e desembarque de passageiros, com critérios ideais de segurança e navegabilidade, a obra da nova Instalação Portuária Pública de Pequeno Porte – IP4 foi entregue à população de Guajará-Mirim durante solenidade realizada na terça-feira (8).

O evento ocorreu na Avenida Travessa Nicolau, no centro comercial do município, e contou com a presença do ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio Luiz França; do ministro dos Transportes, Renan Filho; do governador de Rondônia, Marcos Rocha; autoridades federais, estaduais, locais e bolivianas.

BENFEITORIA

O acesso às novas instalações do porto se dá pela BR-425 (BR Engenheiro Isaac Bennesby), tanto quanto por ruas e avenidas principais, pois está concentrado no centro comercial do município, à margem direita do rio Mamoré. A região de Guajará-Mirim foi escolhida para sediar o IP4 por possuir grande potencial portuário, e uma população em torno de 40 mil habitantes.

O porto atende às necessidades de serviços de transporte fluvial no que se refere a lanchas, voadeiras e balsas de travessia. O investimento do empreendimento da IP4 de Guajará-Mirim foi de R$ 6,8 milhões. O recurso incluiu a elaboração de projeto básico e executivo (execução das obras de construção da instalação). Os trabalhos para construção do porto iniciaram em junho de 2021 pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit.

Potencial portuário da região foi destacado pelo governador

O governador de Rondônia, Marcos Rocha, destacou a entrega da IP4, como de extrema importância para Guajará-Mirim, não só para a região, mas para todo o estado de Rondônia.

“O município de Guajará-Mirim foi escolhido devido ao grande potencial portuário da região e pela localização estratégica, devido à demanda existente para serviços de transporte fluvial, que conta agora com uma estrutura adequada para a realização de atividades de embarque e desembarque de passageiros, seguindo critérios ideais de segurança e navegabilidade”, destacou.

Para o ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio Luiz França, a benfeitoria visa melhorar e dar segurança aos usuários. “Só este ano teremos R$ 20 milhões a mais para fazermos obras de infraestrutura iguais a esse porto.

Fui cobrado sobre a diminuição dos voos aqui em Rondônia e precisamos aumentar essa oferta, pois a partir do final do mês de agosto, o Governo Federal lançará o Programa Voa Brasil, para que as pessoas possam comprar passagens a partir de R$ 200. Estamos contentes em estar aqui e ver com alegria o Brasil de volta aos investimentos”, disse.

A moradora Rerivânia destacou que as obras são um avanço para Guajará-Mirim

Para a acadêmica, Rerivânia Lima da Silva, a vinda dos ministros, do governador do Estado e comitiva, é vista com entusiasmo, bem como são positivos os investimentos. “A entrega da obra do porto e a construção da ponte representam um grande feito para a cidade de Guajará-Mirim”, afirmou.

PONTE BINACIONAL

Durante a solenidade de entrega do novo porto, foi anunciada a construção da ponte Binacional Brasil-Bolívia no rio Mamoré, entre as cidades de Guajará-Mirim (RO) e Guayaramerín (Departamento Boliviano de Beni – estado da Bolívia). O grande empreendimento passará pela avaliação final da Bolívia, posteriormente segue a fase de licitação. Com a atualização por índices dos custos, a estimativa é que em 2023 a ponte custe R$ 244 milhões.

Sobre a ponte Binacional, o ministro dos Transportes, Renan Filho, destacou que estão ocorrendo os últimos trâmites para a licitação, posterior contratação e início da obra. “Na tarde desta terça-feira, os presidentes do Brasil e da Bolívia estiveram reunidos para tratar sobre a obra. No próximo dia 21, teremos uma reunião no Palácio do Itamaraty que vai tratar sobre a ponte Binacional.

Nesta reunião, se os representantes da Bolívia estiverem de acordo com o projeto que o Brasil elaborou, iremos publicar a licitação para iniciar a construção da ponte Binacional Brasil-Bolívia. Uma obra fundamental para essa região, que vai integrar nossos esforços“, frisou.

Outro anúncio realizado pelo ministro dos Transportes foram os recursos alocados de R$ 22 milhões para finalizar as pontes de concreto do Araras e Ribeirão. O governador de Rondônia, Marcos Rocha, agradeceu a presença dos dois ministros, afirmando que isso demonstra o comprometimento, a união das autoridades em prol do desenvolvimento e melhoria da infraestrutura portuária do país. “Outro grande projeto de suma importância para o nosso Estado é a ponte Binacional Brasil-Bolívia sobre o rio Mamoré.

Essa ponte vai facilitar a travessia na fronteira entre as duas cidades e ainda permitir a exportação de produtos do Norte, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil para a Bolívia, Peru e Chile, proporcionando uma rota mais direta para a saída pelo Oceano Pacífico. Ninguém faz nada sozinho, precisamos de união de esforços para poder fazer com que as coisas funcionem”, declarou.


Guajará-Mirim ganha novo porto fluvial e o anúncio da licitação da Ponte Binacional Guajará-Mirim ganha novo porto fluvial e o anúncio da licitação da Ponte Binacional Reviewed by Da Redação on agosto 09, 2023 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.