Theodore Roosevelt e Marechal Rondon em um perigoso encontro com a Amazônia


Theodore Roosevelt e Marechal Rondon na Expedição Roosevelt-Rondon (crédito: Divulgação/Curta!)

Um dos presidentes mais importantes da história dos Estados Unidos e um dos militares mais consagrados pelas forças armadas brasileiras se uniram na que seria uma das maiores aventuras das vidas de ambos. Em 1914, Theodore Roosevelt e Cândido Rondon, conhecido como Marechal Rondon, partiram numa expedição científica batizada de Roosevelt-Rondon, ao lado de uma equipe de exploradores — inicialmente, eram 22 pessoas, entre elas Kermit Roosevelt, filho do ex-mandatário. Essa história, ricamente documentada, é contada no documentário “Expedição Roosevelt-Rondon”, que estreia com exclusividade no canal Curta!.


Com direção de Juliana Baraúna, Franklin Martins e José Roberto Sadek, o longa apresenta a narrativa de estudiosos brasileiros e estrangeiros sobre a viagem, que visava a percorrer o Rio da Dúvida — descoberto pelo próprio Rondon anos antes — para aferir se este era ou não um afluente do Rio Amazonas. Os dois líderes também queriam descobrir e catalogar espécies nativas de plantas e animais. O rio, que passou a se chamar “Rio Roosevelt”, encontra-se em plena selva amazônica, em uma região bastante remota.


O contexto brasileiro era o de uma república recém-proclamada, que visava à integração nacional, sobretudo de estados mais distantes da então capital, o Rio de Janeiro. Não havia, à época, ligação por terra e nem telegráfica com territórios como Goiás, Mato Grosso e Amazonas. Rondon é considerado o “pai das telecomunicações” no Brasil justamente por seu papel na expansão telegráfica no país após suas expedições nessas áreas. Roosevelt já havia sido presidente dos Estados Unidos, mas não foi reeleito nas eleições de 1912. Especialistas dizem que, talvez por uma necessidade de voltar aos holofotes e aproveitar seu poder de liderança, aceitou sem pestanejar o convite para participar da expedição sem ter muita noção dos riscos que corria.

A jornada do grupo foi duríssima e conflituosa. Rondon era mais experiente em expedições na selva, no entanto suas instruções nem sempre eram levadas em conta por Roosevelt e seu filho. As diferentes línguas também eram um entrave, e as decisões sobre as relações com os indígenas eram motivo de desentendimento. Enquanto Rondon pleiteava uma aproximação amistosa e respeitosa, Roosevelt os encarava como seres a serem civilizados e não dispensaria o conflito.

Além das diferenças, o grupo enfrentou outros revezes na selva amazônica: doenças como a malária, lesões e ferimentos, fome, animais selvagens, confrontos com indígenas e os perigos do próprio rio. Essas foram grandes ameaças que chegaram a ceifar a vida de alguns dos participantes e quase mataram o próprio Roosevelt.


Com um riquíssimo material de arquivo, contendo fotos e vídeos da época, o documentário “Expedição Roosevelt-Rondon” é uma produção da Cine Group viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A estreia é na Sexta da Sociedade, 12 de novembro, às 22h45.

‘Torquato, Imagem da Incompletude’ vai ao ar no aniversário de Torquato Neto

Poeta, jornalista e letrista, Torquato Neto entrou para a história da cultura brasileira por sua originalidade e transgressão. O artista piauiense é tema do documentário “Torquato, Imagem da Incompletude”, dirigido por Danilo e Guga Carvalho, que vai ao ar no Curta! no dia em que o artista completaria 77 anos. Sempre atuando na vanguarda, Torquato esteve diretamente ligado a movimentos artísticos com este perfil, como a Tropicália, o cinema marginal e a poesia concreta.

O filme apresenta um vasto material de arquivo, exibido também aos entrevistados, que, diante das imagens e da passagem do tempo entre elas, relembram Torquato e analisam a sua trajetória. A potência criativa, a generosidade e o afã por produzir uma arte nova e libertária, formal e esteticamente, marcam essas lembranças, além do contexto de forte repressão por parte do regime militar da época.

“Torquato, Imagem da Incompletude” é uma produção da B&T Audiovisual e da Magno & Magno, viabilizada com exclusividade pelo canal Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual. A exibição é na Terça das Artes, 9 de novembro, às 22h35.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 08/11

20h – “Balanço Black” (Série) – Ep. “Família Black”
Tony Tornado ganha o Festival Internacional da Canção, em 1970, com sua interpretação da música “BR-3” e dá início ao “black power” brasileiro. No mesmo festival surge a primeira banda black brasileira: Dom Salvador e Grupo Abolição. Direção: Flavio Frederico. Duração: 26 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 09 de novembro, terça-feira, às 0h e às 14h; 10 de novembro, quarta, às 08h; 13 de novembro, sábado, às 18h.


FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1LgRHkmlzhLVYoLUa5aX2Qqm6Wro-ghQX?usp=sharing

Terça das Artes – 09/11

22h35– “Torquato, Imagem da Incompletude” (Documentário)
“Imagem da Incompletude” é uma reflexão sobre as obras e o pensamento dos últimos anos da produção de Torquato Neto, como a revista “Navilouca”, o filme “Terror da Vermelha”, a coluna “Geleia Geral” e a polêmica Cinema Novo x Cinema Marginal, entre outras passagens importantes. Diretor: Danilo Carvalho e Guga Carvalho. Duração: 70 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 10 de novembro, quarta-feira, às 2h35 e 16h35; 11 de novembro, quinta-feira, às 10h35; 13 de abril, sábado, às 12h35.

PROMO: https://youtu.be/V6Usiml19ZI
FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1bUJGvNIOxHxLGDKC9n5uexErYF-VORb_?usp=sharing

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 10/11

22h35 – “Banquete Coutinho” (Documentário)

“Banquete Coutinho” propõe olhar para os filmes de Eduardo Coutinho como uma grande obra indivisível. Teria um dos mestres do cinema brasileiro feito sempre o mesmo filme? A partir de um encontro filmado com o diretor em 2012 e vasto material de arquivo, o filme mantém acesas as inquietações do cineasta, falecido dois anos após a entrevista. Diretor: Josafá Veloso. Duração: 74 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 11 de novembro, quinta-feira, às 02h35 e 16h35; 12 de novembro, sexta-feira, às 10h35; 13 de novembro, sábado, às 22h30.

PROMO: https://youtu.be/rwnAf7KC2Nw
FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1-Se3kZLveyQkjWtNu1fXTlCJnetFPky7?usp=sharing


Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 11/11

22h30 - “A Paixão de JL” (Documentário)
Em janeiro de 1990, aos 33 anos, o artista José Leonilson começa a gravar, em fitas cassete, um diário íntimo. Comentários sobre os acontecimentos que sacudiam o país, em plena era Collor, e o exterior, como a queda do Muro de Berlim, percorrem suas confissões, bem como impressões sobre os diversos filmes a que assistia. Esses registros de um artista sensível e antenado à contemporaneidade — que, a princípio, serviriam para documentar suas observações sobre a vida e a arte — sofrem o impacto da descoberta de que Leonilson é portador de HIV. A incerteza e a urgência passam, então, a impregnar os seus relatos. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 12 de novembro, sexta, às 02h30 e 16h30; 14 de novembro, domingo, às 13h30; 15 de novembro, segunda-feira, às 1h30.

FOTOS: https://drive.google.com/drive/u/2/folders/17hmGmIn6R4ymMXz2kW9kKn3_LP0gVv18
PROMO: https://youtu.be/jQA5i1fGxAI

Sexta da Sociedade – 12/11


22h45– “Expedição Roosevelt-Rondon” (Documentário)
O documentário “Roosevelt-Rondon”, em 52 minutos, é um registro histórico representando a famosa expedição que mapeou o Rio da Dúvida, realizada pelo Marechal Cândido Rondon na companhia do ex-presidente Theodore Roosevelt, há mais de um século. Juntos, numa caravana de dezenove pessoas — incluindo cientistas, engenheiros e médicos —, eles foram os responsáveis pelo mapeamento da região onde se localiza o atual Rio Roosevelt, na Amazônia, em uma das missões mais arriscadas da nossa história. Atravessando selvas, corredeiras e outros perigos, além da escassez de alimentos e doenças de todos os tipos, eles percorreram mais de mil quilômetros por terra e água. Com um material de arquivo repleto de imagens históricas, o filme apresenta essa jornada mirabolante. Duração: 56 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 13 de novembro, sábado, às 2h45 e às 14h; 14 de novembro, domingo, às 21h10; 15 de novembro, segunda-feira, 16h45;


PROMO: https://youtu.be/-SOf2CVRvrI
FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1qhEEDBSkeMgvosW-gTHnSTmbXRfEUGrD?usp=sharing

Sábado – 13/11

21h40 – "Immersive.World” (Série) – Ep.: “Imersão / Não-Ficção”
Não é só o cinema de ficção que explora a linguagem da realidade virtual. Documentários que abordam temas que vão de questões ambientais a problemas sociais e lugares exóticos ganham cada vez mais espaço em festivais importantes e no mercado independente. Por outro lado, vários espetáculos imersivos e instalações de arte, como “Say Something Bunny” e “The Privilege of Escape”, usam eventos reais como inspiração para um novo tipo de storytelling. Direção: Guto Barra. Duração: 25 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 14 de novembro, domingo, às 13h.

PROMO: https://youtu.be/bc7x5ISrJJc
FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/19dz4teVMl9JLzgal7_gQtdnDaBHUsNbn?usp=sharing

Domingo – 14/11

18h35 – “A História do Greenpeace” (Documentário)
A criação do Greenpeace é provavelmente a aventura ambiental mais emocionante e heroica do século XX. O Greenpeace não apenas inventou o conceito de ecologia, mas também mudou para sempre as mentalidades das pessoas e a política internacional. Este documentário mostra como o grupo elaborou suas estratégias de mobilização do público para a causa ambiental. Diretor: Thierry de Lestrade. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 15 de novembro, segunda-feira, às 15h45; 16 de novembro, terça-feira, 09h45.


PROMO: https://youtu.be/j4JG63Zcn1o
FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1Yil0eUhFwb2V1E78QyOeq6WnlngZcB3l?usp=sharing


Sobre o Grupo Curta!

O Grupo Curta! tem como missão a difusão de conteúdos audiovisuais relevantes nas áreas de artes e humanidades, sejam brasileiros ou estrangeiros, através da TV linear (canal CURTA!), de plataformas de streaming de operadoras de telecom e da internet. A curadoria de conteúdos é, portanto, o motor central do grupo e foi uma das que mais aprovaram projetos originais para financiamento da produção pelo Fundo Setorial do Audiovisual: já foram mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries que chegam ao público em primeira mão através de suas janelas de exibição:

O canal Curta!, linear, está presente nas residências de mais de 10 milhões de assinantes de TV paga e pode ser visto nos canais 556 da NET / Claro TV, 75 da Oi TV e 664 da Vivo Fibra, além de em operadoras associadas à NeoTV.

O Curta!On, o novo clube de documentários do Curta!, no NOW da Claro/NET, conta com mais de 450 filmes e episódios de séries documentais, organizadas por temas de interesse como Música, Artes, MetaCinema, Meio Ambiente e Sustentabilidade, Mitologia e Religião, Sociedade e Pensamento. Há também pastas especiais com novidades – que estreiam a cada mês –, conteúdos originais exclusivos, biografias, além de uma degustação para quem ainda não é assinante do serviço.

A Tamanduá TV, plataforma marketplace aberta para qualquer internauta, já reúne mais de quatro mil conteúdos. O usuário pode alugar filmes e séries específicos ou assinar de forma econômica um dos pacotes que contêm conteúdos segmentados por área de interesse: CineBR, CineDocs, CineEuro, CurtaEducação (para professores e estudantes do Ensino Médio e Enem), MetaCinema (para aficcionados e estudantes de Cinema), entre outros. Os pacotes CineBR, CineDocs e CineEuro são disponibilizados desde 2018 como serviço de valor agregado (SVA) para perto de oito milhões de assinantes de banda larga fixa (ISP) da operadora CLARO, sem custo adicional.


As atividades do Grupo Curta! também promovem a geração de royalties para produtores audiovisuais independentes, com a exploração de seus direitos audiovisuais nas diferentes janelas de streaming. O pacotes Cines da Tamanduá TV e do Curta!ON estão repassando anualmente mais de R$ 1,5 milhão de reais em royalties para os produtores dos conteúdos que difunde.




Theodore Roosevelt e Marechal Rondon em um perigoso encontro com a Amazônia Theodore Roosevelt e Marechal Rondon em um perigoso encontro com a Amazônia Reviewed by REDAÇÃO on novembro 05, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.