Auditoria Militar manda soltar PM´s acusados de causar o terror contra camponeses no Cone Sul


Área de conflito agrário em fazenda de Chupinguaia, em Rondônia

Porto Velho, RO - O juiz Álvaro Kalix Ferro, da Vara de Auditoria Militar, determinou a soltura dos três policiais militares denunciados por envolvimento em uma milícia privada, que atuavam no serviço de pistolagem na região de Vilhena, a serviço da proteção do patrimônio de um fazendeiro. Os quatro foram presos numa operação realizada dia 22 de março, realizada pela Polícia Civil e Ministério Público.

Apesar da soltura, os militares terão que cumprir medidas cautelares e estão proibidos de acesso às áreas de conflito agrário e serão monitorados através de tornozeleiras. Quanto ao uso ou não de arma, enquanto em serviço, competirá aos superiores dos policiais analisarem a conveniência. A região do conflito agrário é Chupinguaia, na Fazenda Nossa Senhora Aparecida.

Os camponeses invadiram uma área particular e querem a regularização e a posse do terreno, pertencente a um empresário. A iminência de um conflito armado levou o Tribunal de Justiça de Rondônia a suspender a decisão de desapropriação da área pela Polícia Militar. A coordenação do acampamento é da Liga dos Camponeses Pobres (LCP).
Auditoria Militar manda soltar PM´s acusados de causar o terror contra camponeses no Cone Sul Auditoria Militar manda soltar PM´s acusados de causar o terror contra camponeses no Cone Sul Reviewed by REDAÇÃO on novembro 18, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.