Piscicultura avança na produção de peixes nativos com investimentos realizados pelo Governo de RO - Impacto Rondônia

Piscicultura avança na produção de peixes nativos com investimentos realizados pelo Governo de RO


Tambaqui é a espécie predominante nos tanques rondonienses

Porto Velho, RO - Levantamento nacional mostra que a piscicultura em Rondônia já é uma importante base da economia agropecuária do Estado, uma vez que detém a maior produção de peixes nativos do país, segundo a Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR), entidade responsável pelo levantamento da produção nacional de peixes de cultivo, que tornou público o balanço geral de produção referente ao ano de 2023. Intitulado Anuário 2024 Peixe BR da Piscicultura, o material apresenta os índices gerais do setor, notadamente os resultados, ações históricas, desafios e perspectivas de futuro.

PRODUÇÃO

De acordo com o levantamento feito pela entidade, o estado de Rondônia foi responsável pela produção de 56,5 mil toneladas de pescado, notadamente o Tambaqui, espécie predominante (bem como suas variações) nos tanques de produção. No balanço total, o Brasil gerou 263.479 toneladas de peixes classificados como nativos, e os estados da região Norte mantiveram-se líderes nesse quesito. O volume total de peixes foi de 887.029 mil toneladas.

O cenário positivo no qual o peixe de Rondônia está inserido, tem tudo a ver com a política de expansão de culturas agropecuárias desenvolvidas pelo Governo. A título de mensuração, o mercado de peixes no Brasil vem registrando crescimento na última década, e o volume de produção estadual só cresceu entre 2022 e 2023, justamente quando o Governo destacou a piscicultura como uma das prioridades de atenção sociopolítica. Em 2022, o setor produziu US$ 80 mil de receita em Rondônia.

Com os incentivos do Governo, no ano passado o valor superou US$ 1,5 milhão, com expectativa de crescimento diante do volume de promoção feita em torno da cultura, durante eventos que reúnem os maiores agentes globais do setor.

INCENTIVOS

Anuário mostra os líderes no ranking de produção de peixes nativos no Brasil

A política pública adotada pelo Governo de Rondônia está em consonância com o posicionamento estratégico dos piscicultores. Em entrevista à edição 2024 do Anuário, o presidente executivo da Peixe BR, Francisco Medeiros, é enfático ao garantir que nas regiões onde há incentivos do Estado, os resultados de produção são cada vez melhores.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha destacou a importância do Estado para o agronegócio brasileiro e reiterou o compromisso do Governo do Estado com investimentos continuados no setor. “O Estado é um grande parceiro dos produtores e estamos investindo para que tenhamos cada vez mais espaço na balança comercial do país. Isso vai nos gerar mais emprego, renda e oportunidades às pessoas”, defendeu.

PERSPECTIVAS

Ainda segundo o relatório, a cadeia produtiva de peixes foi responsável por 29,7% da produção total do país, e o número pode aumentar ainda mais com o fomento do setor diante das oportunidades. O Anuário também mostra um posicionamento interessante do ponto de vista comercial; os mercados estão mais propensos a aceitar cortes específicos de pescado, a exemplo do filé, principalmente no que diz respeito às linhas de exportação. Esse tipo de oferta foi mais bem recebido, tanto no mercado interno quanto no externo, tendência que deve ser observada por produtores e comerciantes.
Piscicultura avança na produção de peixes nativos com investimentos realizados pelo Governo de RO Piscicultura avança na produção de peixes nativos com investimentos realizados pelo Governo de RO Reviewed by ... on março 25, 2024 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.