Assembleia Legislativa realiza evento alusivo ao empoderamento do público feminino - Impacto Rondônia

Assembleia Legislativa realiza evento alusivo ao empoderamento do público feminino


Parlamento também vem contribuindo para a valorização das mulheres

Porto Velho, RO - A Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia (Alero) realizou nesta quinta-feira (7) no auditório Amizael Gomes da Silva, um evento alusivo ao bem-estar da mulher e ao empoderamento do público feminino. A iniciativa evidenciou a luta das mulheres que, através do tempo, vêm sacramentando a conquista de direitos, uns reivindicados pelas ativistas do passado e outros defendidos pelas guerreiras no presente.

O público foi contemplado com palestras sobre importantes temáticas. O Professor, Francisco Tavares, apresentou uma linha do tempo sobre conquista de direitos. A Promotora de Justiça, Lizandra Vanneska Monteiro, tratou da evolução da Lei Maria da Penha.

A Dra., Ana Lúcia Rocha, abordou os cuidados com a mulher e as conquistas na área de saúde. A Pastora, Judileia Castro Silva, trouxe a mensagem do espelho e eu baseada em Provérbios 27:19. A Dra., Ilma Freitas, escritora e palestrante, com emoção relatou sua história de vítima de violência e superação.

Essa solenidade do dia internacional das mulheres vem ao encontro da decisão da Organização das Nações Unidas (ONU), que oficializou a data em 8 de março de 1975 para evidenciar às conquistas sociais, políticas e econômicas, fruto do suor e do sacrifício de trabalhadoras destemidas a exemplo da manifestação na Rússia em 1917.

Para a servidora da Alero, Mara Valverde: “a origem é da luta das mulheres pelo direito das mulheres na questão salarial, maternidade, condição de estudar, voto, todas essas conquistas que hoje a gente tem, mas que muitas tiveram que sacrificar”.

Brasil

No Brasil, um marco para as mulheres foi a conquista do direito ao voto instituído através do Decreto nº 21.076 de 24/02/1932. Com a Constituição Federal de 1988 a desigualdade de gênero foi amenizada pelo advento da igualdade jurídica, ampliação dos direitos civis, sociais e econômicos, não discriminação por raça, sexo e etnia, proibição da discriminação da mulher no mercado de trabalho e o estabelecimento de direitos no campo da reprodução. O clamor social contra a violência e o desrespeito também geraram as leis conhecidas por Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006), Carolina Dieckmann (Lei nº 12.737/2012) e Não é não (Lei nº 14.786/2023).

Em Rondônia, o parlamento estadual também vem contribuindo para a valorização das mulheres rondonienses. Segundo o secretário geral da Casa de Leis, Arildo Lopes: “as mulheres dominam nossas vidas”.

A Assessora da presidência, Jacqueline Suzana, que coordenou o evento, afirmou que: “a gente fica muito feliz de ter um presidente que tem essa sensibilidade”.

O deputado Luizinho Goebel (PSC), por sua vez, foi enfático ao declarar: “vocês merecem ser felizes, vocês merecem carinho, vocês merecem um porto seguro, vocês merecem respeito”.

Na programação também teve leitura de poema e a apresentação de integrantes do Coral Vozes do Legislativo na regência de Lívia Farias. A música foi Maria, Maria. Uma composição de Milton Nascimento, que revela a luta da mulher no trecho: “Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça, é preciso ter sonho sempre, quem traz na pele essa marca possui a estranha mania de ter fé na vida”.

A deputada, Ieda Chaves (União Brasil), aniversariante do dia, representou as demais colegas do Legislativo ao dizer que: “Nós as Marias, as guerreiras, que a gente tenha muita fé, tenha sempre muita perseverança, que a gente lute sempre para que um dia, a gente não possa ter ninguém apenas sobrevivendo, mas vivendo com vontade.

No poema Eu de Clarice Lispector, ela enfatiza que “pouco não me serve, médio não me satisfaz, metades nunca foram meu forte!”. Por sua vez, Florbela Espanca em a Mulher, a classifica de “um ente de paixão e sacrifício, de sofrimento cheio, eis a mulher!”. Nessa perspectiva, a servidora terceirizada da Alero, Sinara Magali de 54 anos, revela como ser uma mulher em tempos de luta.

“Hoje em dia as mulheres têm que ser muito sábias, ser inteligente. É difícil, a gente ser pai e mãe, dona de casa, sempre batalhando. Tive dias bons e dias ruins, mas é maravilhoso ser mulher, então eu digo para todas as mulheres, a gente tem que saber quebrar os espinhos para vim as flores”.

Na música Você mulher, Paula Fernandes canta “chegou a hora, sua vez especial, você brilhou, o palco é seu, faça seu show”. Com essa visão, a estagiária, Letícia Freitas de 17 anos, comemora as conquistas das mulheres na atualidade.

“Nós mulheres, a gente conquistou muitos direitos, mas sobre a atualidade, eu me sinto muito satisfeita pela representação que as mulheres estão tendo. Com esse evento eu me sinto muito mais valorizada, representada, e a Assembleia Legislativa, ela sempre incentiva as mulheres ser cada vez maior. Incentivaria as mulheres a sempre buscar nossos direitos, ser maior cada vez mais e nos valorizar”.

Presidente

A Missionária Marineuza, mãe do presidente da Assembleia Legislativa, proporcionou um momento de reflexão e confraternização entre as mulheres, ao basear sua fala no livro de Provérbios 31:10. “Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubis”.

O presidente da Alero, Marcelo Cruz, cumprindo agenda no interior do estado, enviou uma mensagem alusiva ao dia internacional das mulheres. “Parabéns a todas as mulheres aguerridas, trabalhadoras que realmente fazem a diferença no mundo. As mulheres cada dia mais estão galgando espaço no mercado de trabalho, na sociedade e é isso que queremos impulsionar cada vez mais, as mulheres do nosso Brasil”.A

Fonte: ALE/RO
Assembleia Legislativa realiza evento alusivo ao empoderamento do público feminino Assembleia Legislativa realiza evento alusivo ao empoderamento do público feminino Reviewed by Da Redação on março 08, 2024 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.