Campanha “Vacinação Sem Fronteira” em Rondônia une esforço coletivo contra doenças preveníveis - Impacto Rondônia

Campanha “Vacinação Sem Fronteira” em Rondônia une esforço coletivo contra doenças preveníveis


A população teve acesso a diversas vacinas disponibilizadas nas unidades de saúde, inclusive com busca ativa

Porto Velho, RO - Em uma ação que transcendeu os municípios fronteiriços e alcançou todos os municípios do Estado. A Campanha “Vacinação Sem Fronteira” foi realizada em Rondônia, no período de 1º a 11 de outubro, exceto em Guajará-Mirim, onde se estendeu até o dia 15. A Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia – Agevisa, colaborou de forma integrada com as equipes municipais em 18 municípios, dentre os quais nove fazem fronteira com a Bolívia, segundo indicação do Ministério da Saúde.

A chefe do Núcleo de Doenças Imunopreveníveis e de Transmissão Hídrica e Alimentar da Agevisa, Surlange Ramalhaes informou que, até sexta-feira (20), 43.546 doses foram aplicadas, sendo um marco alcançado graças à parceria entre o Governo do Estado, por intermédio da Agevisa, e os 18 municípios participantes. Um esforço conjunto que visou imunizar a população em diversas frentes, incluindo linhas, escolas, praças, comércios; comunidades quilombolas, ribeirinhas e indígenas”.

VACINAÇÃO

A população dos municípios contemplados com a campanha teve acesso a diversas vacinas disponibilizadas nas unidades de saúde e pontos estratégicos de vacinação, desde a BCG e hepatite B para crianças; até vacinas contra hepatite B, difteria e tétano para gestantes; além de uma variedade de opções para adolescentes e adultos, incluindo febre amarela, tríplice viral e pneumocócica.

O diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima lembrou, “no sábado (7), a mobilização atingiu seu ápice com o dia “V” de Vacinação, marcando um esforço conjunto entre Estado e municípios. Os municípios, que incluíram cidades fronteiriças como Guajará-Mirim e Nova Mamoré, somados à capital Porto Velho, foram fundamentais nessa jornada de imunização”.

A Agevisa desempenhou um papel fundamental nesse processo, recebendo os imunizantes do Ministério da Saúde e garantindo uma distribuição eficaz e equitativa para as Regionais de Saúde, que, por sua vez, repassaram para os municípios de sua abrangência. Além das vacinas do calendário básico, duas campanhas estavam em andamento contra gripe e covid-19, ambas direcionadas a públicos a partir de 6 meses de idade. A mensagem central era a atualização da caderneta vacinal da população, visando evitar a reintrodução de doenças imunopreveníveis.

DESAFIOS E METAS

A campanha virou uma batalha contra doenças preveníveis

Em 2022, Rondônia não atingiu a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, e em 2023, 13 municípios foram priorizados para impulsionar as coberturas vacinais. O estado enfatizou não apenas as campanhas, mas também a importância do calendário nacional de vacinação de rotina.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha enfatizou sobre a campanha de vacinação que, “é um esforço árduo para evitar que as pessoas adquiram doenças evitáveis por vacinas, e a campanha reforçou a importância da conscientização da população. O alerta foi claro no sentido de fazer com que se compreenda a importância da imunização como investimento fundamental para a saúde coletiva e para prevenir os perigos associados à ausência da vacinação” pontuou.

Em meio a desafios, a Campanha “Vacinação Sem Fronteira” em Rondônia emergiu como um exemplo de cooperação entre Governo do Estado e municípios, em uma batalha conjunta contra doenças que podem ser evitadas. “O esforço coletivo visava não apenas o presente, mas um futuro mais saudável para todos os rondonienses”, finalizou Gilvander Gregório.


Campanha “Vacinação Sem Fronteira” em Rondônia une esforço coletivo contra doenças preveníveis Campanha “Vacinação Sem Fronteira” em Rondônia une esforço coletivo contra doenças preveníveis Reviewed by Da Redação on outubro 23, 2023 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.