Jovens que usam vape são mais suscetíveis a desenvolver estresse crônico - Impacto Rondônia

Jovens que usam vape são mais suscetíveis a desenvolver estresse crônico


Novo estudo mostra uma relação entre o uso de vape e o estresse crônico em jovens. Assunto deve ser mais estudado

Porto Velho, RO - Atualmente, os cigarros eletrônicos e os vapes se tornaram sensação entre as pessoas mais jovens. Tanto é que muita gente que não era nem acostumada com o cigarro tradicional começou a usar esse tipo de vaporizador por pensar que ele não traz riscos. Contudo, cada vez mais estudos estão mostrando que a realidade não é bem essa.

Um exemplo disso foi o estudo feito pelo Hospital para Crianças Doentes (SickKids) em Toronto, no Canadá, que mostrou que os jovens que usam ou já usaram vapes são quase duas vezes mais suscetíveis a ter estresse crônico em comparação com os que não usam o dispositivo.

Estudo



O estudo foi apresentado no Congresso Internacional da Sociedade Respiratória Europeia (ERS), que acontece em Milão, na Itália, entre os dias 9 a 13 de setembro, por Teresa To, cientista sênior do SickKids.

“Pesquisas estão começando a mostrar como usar vapes afeta a saúde física e mental dos jovens. Por exemplo, um estudo que fizemos anteriormente mostrou que quem usa vapes tem maior probabilidade de sofrer um ataque de asma. Neste novo estudo, focamos ​​na relação entre o uso de vapes, saúde mental e qualidade de vida dos jovens”, disse ela.

Para seu estudo, To e sua equipe usaram os resultados de uma pesquisa chamada Canadian Health Measures Survey, que foi feita com a população canadense. Ao todo, foram 905 pessoas com idade entre 15 e 30 anos. Dessas, 115 disseram já ter usado vape, o que corresponde a 12,7% do total.

Com o levantamento, foi possível notar que, por mais que os jovens que usam vapes pratiquem mais exercícios, eles têm uma probabilidade maior em ter estresse crônico e extremo. De acordo com To, essa condição pode acabar levando a outros problemas de saúde mental, como por exemplo, depressão e ansiedade.

Além disso, ela também pondera que as pessoas que fumam vape podem ter recorrido a ele justamente por enxergá-lo como uma maneira de lidar com a saúde emocional. Então, ela reforça que é importante acolher as pessoas logo que o estresse der os primeiros sinais. “O estresse e a ansiedade podem desencadear o desejo de fumar, tornando mais difícil para o usuário parar de fumar”, pontuou.

Vape e estresse



Mesmo que o estudo faça a relação entre o uso de vape e estresse nos jovens, ele não diz se o estresse fez com que eles fumassem mais. Outro ponto que o estudo não explica é se os vapes fizeram com que seus usuários se sentissem mais estressados, ou se isso foi por conta de um terceiro fator .

O que To explica é que eles levaram em consideração fatores conhecidos que são relacionados com estresse, como por exemplo, renda, consumo de álcool e condições de saúde, como asma e diabetes.

“Na época do estudo, esse grupo de jovens apresentava boa saúde física em geral; no entanto, precisamos de estudar os efeitos dos cigarros eletrônicos a longo prazo para compreender o seu impacto na saúde dos jovens. Sabemos que o estresse induz estresse oxidativo e inflamação no corpo, e que eles têm um papel importante no desenvolvimento de doenças crônicas, como asma, diabetes e doenças cardiovasculares”, disse ela.

A presidente do grupo da Sociedade Respiratória Europeia sobre tabaco, controle do tabagismo e educação para a saúde, Elif Dağlı, também concorda que mais estudos são necessários para saber qual o impacto do vape na saúde humana. “Precisamos aumentar a conscientização sobre os danos do uso de vapes e fornecer apoio para ajudar os jovens a evitar [o tabagismo] ou a parar de fumar”, disse ela, que não esteve envolvida no novo estudo.

Mitos e verdades




Ajuda a parar de fumar – MITO

Segundo vários estudos, os vapes não são um tratamento para o tabagismo. Até porque, a pessoa estaria trocando um cigarro por outro. E conforme estudo do Inca, para a pessoa que não fuma, o efeito é o contrário, ou seja, o vape funciona como uma porta de entrada para o tabagismo tradicional.

Vapor é só água – MITO

A fumaça do cigarro eletrônico é prejudicial sim. Isso porque o líquido que é colocado no produto tem substâncias tóxicas e cancerígenas. Dentre elas, partículas ultrafinas que resultam em processos inflamatórios pelo corpo.

Não tem nicotina – MITO

Segundo especialistas, a maior parte dos e-líquidos tem uma quantidade de nicotina que quanto mais a pessoa inala, mais ela fica dependente.

Pode explodir na boca – VERDADE

Existem casos em que a bateria dos vapes acabou explodindo. Se isso acontecer enquanto a pessoa está tragando, pode resultar em queimaduras graves, até mesmo na garganta e no pulmão.

Vape vicia – VERDADE

O vício em vapes é real porque a maior parte dos e-líquidos tem nicotina e isso causa um risco de dependência, assim como os cigarros comuns.

Fonte: Fatos Desconhecidos
Jovens que usam vape são mais suscetíveis a desenvolver estresse crônico Jovens que usam vape são mais suscetíveis a desenvolver estresse crônico Reviewed by Da Redação on setembro 14, 2023 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.