Mourão confirma que não será vice de Bolsonaro nas eleições de 2022

O vice-presidente informou que disputará o cargo de senador pelo estado do Rio Grande do Sul, mas que ainda dialoga com dois partidos

PORTO VELHO, RO - O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), confirmou nesta sexta-feira (11/2) que não será candidato a vice ao lado de Jair Bolsonaro (PL) para tentar a reeleição. O militar informou que disputará o cargo de senador pelo estado do Rio Grande do Sul.

Durante conversa com jornalistas, Mourão ressaltou que, em entrevista que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) teria dito que o atual vice-presidente da República será candidato ao Senado, pelo Rio Grande do Sul. “Foi o que o senador Flávio andou falando. [A formalização] será comunicada brevemente, mas já me decidi”, enfatizou o general.

O vice-presidente usava uma máscara do estado do Rio Grande do Sul e foi questionado se seria um indicativo. Ele retrucou: “Lógico, né”. “Isso, é por aí mesmo. Agora, é só a questão de partido”, completou.

Mourão afirmou que dialoga com dois partidos, mas não especificou quais são as legendas. Atualmente, o político é filiado ao Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), sigla na qual ele se registrou em 2018, para compor a chapa do presidente Jair Bolsonaro.

O general ainda ventilou a possibilidade de “casar” com algum dos candidatos da base bolsonarista que disputarão o governo do estado – o atual ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, e o senador LuizCarlos Heinze (PP-RS).


Na quarta-feira (9/2), em entrevista à CNN Brasil, Mourão afirmou que o atual ministro da Defesa, Walter Braga Netto, é “extremamente capacitado” para ser o novo vice de Bolsonaro.

“A escolha do vice é sempre feita, na minha visão, tomando por base dois grandes eixos: composição política, que vai fortalecer a chapa, e o outro é o nome da confiança daquele que é o cabeça da chapa. Julgo que o ministro Braga Netto tem um excelente relacionamento com o presidente Bolsonaro e é uma pessoa extremamente capacitada a ser o novo vice-presidente de Bolsonaro”, afirmou Mourão.

Futuro político

Para concorrer ao Senado neste ano, Mourão não precisa se desincompatibilizar do cargo de vice, mas não poderá assumir o posto de presidente da República interino nos seis meses que antecedem o pleito de outubro.

No Rio de Janeiro, o general teria problemas para ser apoiado por Bolsonaro, pois o candidato do presidente ao Senado no estado é, ao menos por enquanto, Romário (PL). Já no Rio Grande do Sul, teria mais chance de contar com o apoio, pois pode tentar ocupar a vaga que hoje pertence a Lasier Martins (Podemos).

Relação com Bolsonaro

Entre altos e baixos, a relação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) chegou ao ano eleitoral ainda sem definição sobre o futuro da chapa.

Em 2021, o chefe do Executivo federal expressou quatro vezes que não queria mais Mourão como companheiro nas urnas. O general, por outro lado, afirmou em ao menos nove ocasiões que esperaria o veredito do mandatário do país, por meio de uma conversa formal, antes de decidir se concorrerá a outro cargo em outubro.

As falas de Mourão indicam que ele trabalhava com três opções: terminar o mandato ao lado do presidente Jair Bolsonaro e depois se aposentar da vida pública; desincompatibilizar-se do cargo seis meses antes do pleito para concorrer a uma vaga ao Senado; ou esperar uma sinalização do titular do Planalto para tornar a compor a chapa da reeleição.

Segundo levantamento feito pelo Metrópoles, ao longo do governo, o presidente Jair Bolsonaro, direta ou indiretamente, falou mal de Mourão, em público, ao menos 17 vezes.

Fonte: Metrópoles
Mourão confirma que não será vice de Bolsonaro nas eleições de 2022 Mourão confirma que não será vice de Bolsonaro nas eleições de 2022 Reviewed by REDAÇÃO on fevereiro 11, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.