Como uma metrópole artística se tornou zona de guerra em menos de uma semana

Kiev era uma capital europeia vibrante e com parques cheios de pessoas se divertindo, mas tudo mudou com invasão russa na quinta-feira (24)


PORTO VELHO, RO - No domingo (20), Kiev era uma movimentada cidade europeia com cafés da moda, obras de arte em cada esquina e sushi fresco disponível para pedidos à meia-noite. Agora, é uma zona de guerra.

Sirenes ecoando pela cidade, os estrondos inconfundíveis de explosões e ataques. A transformação infligida à cidade pela invasão russa da Ucrânia foi surreal. Acompanhe a cobertura especial da CNN.

Há apenas uma semana, o Dniprovs’kyy Park estava lotado de pessoas praticando corrida e ciclistas aproveitando o tempo ensolarado para treinar.

O parque livre de tráfego fica em uma ilha do outro lado do rio da cidade velha, suas margens ladeadas por praias arenosas da cidade, onde as crianças normalmente correm e observam os patos nadando.

No histórico Parque Mariinskyi, as famílias passeavam e as crianças aproveitavam o playground do parque, que possui grandes barras de escalada em forma de barco.

Agora, a mesma cidade está se recuperando de um fluxo constante de notícias de incidentes aterrorizantes. Um menino de seis anos morto em um tiroteio intenso. Um prédio alto de apartamentos sendo atacado. A barragem do reservatório de Kiev destruída. As ruas estão desertas, a sensação de pavor paira no ar.

Ciclistas passam pelo Museu Nacional de História da Ucrânia na Segunda Guerra Mundial no domingo (20) 

Muitos fugiram da cidade, encorajados pelas autoridades a sair enquanto ainda havia uma chance. A empresa ferroviária estatal está despachando trens adicionais para o oeste há dias, a principal estação de trem de Kiev está cheia de famílias esperando para pegar o próximo.

As mesmas pessoas alegres que compravam em lojas da moda nas avenidas de Kiev, jantavam em restaurantes da moda, agora estão amontoadas em porões, estacionamentos subterrâneos e estações de metrô.

Em vez de sair com os amigos, curtindo o sol, eles agora dormem no chão, tentando acalmar os filhos que não entendem por que não podem ir ao jardim de infância.

Apesar do choque e do sofrimento dos últimos dias, os moradores de Kiev mostram uma incrível determinação e resistência.


Placa de trânsito vista em uma rua deserta no centro de Kiev diz “Glória à Ucrânia” no sábado (26) / Ivana Kottasová/CNN

Poucas horas após o início da invasão, mais de 18 mil pessoas responderam a um chamado para defender a cidade e buscaram suas armas de fogo com as autoridades, segundo o ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksiy Reznikov.

No hotel onde muitos jornalistas ocidentais estão hospedados no centro da cidade, os funcionários, que agora ficam lá em vez de estarem em casa com suas famílias, alternam entre entregar cobertores e garrafas de água no abrigo antiaéreo e servir quatro tipos diferentes de pratos de ovos no buffet do café da manhã.

E as estradas de Kiev, que antes estavam entupidas com tráfego pesado, agora estão vazias. Painéis eletrônicos que há uma semana exibiam atualizações do trânsito, agora mostram uma mensagem muito diferente: “Glória à Ucrânia!”


Fonte: CNN Brasil
Como uma metrópole artística se tornou zona de guerra em menos de uma semana Como uma metrópole artística se tornou zona de guerra em menos de uma semana Reviewed by REDAÇÃO on fevereiro 28, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.